DJANIRA DA MOTTA E SILVA

Luto em Avaré pela morte da artista

Roberto Rossellini, Djanira da Motta e Di Cavalcanti

“O prefeito Fernando Cruz Pimentel, decretou luto oficial por três dias em homenagem póstuma à Djanira da Motta e Silva, falecida em 31 de maio de 1979 (quinta-feira) às 11h25 min, no Hospital Silvestre, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte. Contava com 65 anos. Seu médico particular era Dr. Nataliel Rodrigues.

A pintora manifestou em vida o desejo de ser enterrada descalça e com o hábito de irmã da Ordem Terceira do Carmo, instituição religiosa a que estava ligada nos últimos anos.”

Em sua memória, é criado em 31 de maio de 2000 o Centro Cultural Djanira da Motta, pelo prefeito em exercício Joselyr Benedito Silvestre, instalado em meio a um bosque na área urbana, onde funcionou no passado a estatal agrícola CAIC.

O local recebeu o nome da pintora Djanira, significando o tributo do município de Avaré à “maior artista avareense de todos os tempos”, cujas telas ficaram mundialmente conhecidas por retratarem de forma genuína as cores do Brasil. O espaço abriga a Biblioteca Municipal “Prof. Francisco Rodrigues dos Santos”.

No mesmo local foi criado em 2 de abril de 2008 o Memorial Djanira da Motta e Silva mostra de objetos pessoais, obras e material de referência.

Fotos: A/D - Arquivo OpenBrasil.org

Djanira da Motta e Silva - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Referências